Todos os poemas são da minha autoria a sua utilização só poderá ser feita com a minha autorização.

domingo, 18 de dezembro de 2016

«Se quiseres»

Sem grande demora,
Chegas sem aviso,
Não tens uma hora,
Mas tens um sorriso,
Avanças para mim,
Sempre determinada,
E num gesto assim,
Ficas despachada,
E sentes comigo,
As coisas que passam,
Sou o teu amigo,
Quando outros não estavam,
Sabes o que queres,
Tens muita presença,
Estou lá se quiseres,
Sou a tua esperança.





8 comentários:

  1. São estas suas palavras doces, amigas e cheias de Esperança, que dão ânimo e nos ajudam a prosseguir no caminho virtual.
    Parecendo que não, há tanto despeito e preconceito, tanta vontade de sobressair, tentando calcar os demais.
    Isso é tão triste, mas a mim, essas aberrações não me assistem.
    Desculpe poeta, o desabafo, é que acabei de ler uma provocação que tive de engolir, por estar em casa alheia...

    Bonito e encorajador o seu poema, por isso cá venho, para me fortalecer.

    Bom Domingo, Poeta.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pode expressar a sua opinião de uma forma livre Maria, volte sempre.

      Eliminar
  2. Respostas
    1. Um feliz domingo Cidália, volte sempre.

      Eliminar
  3. Um poema terno que me encantou e sensibilizou.
    Abraço.

    ResponderEliminar
  4. Respostas
    1. Ainda bem que gostou dele Inês, volte sempre.

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...