Todos os poemas são da minha autoria a sua utilização só poderá ser feita com a minha autorização.

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

«Sempre desperta»

Espero no tempo,
Que venhas a mim,
Neste momento,
Agora ou assim,
Sem hesitar,
Que o dia já passou,
Outro lá vai,
Já veio e ficou,
Não te demores,
Que a saudade aperta,
Mesmo se a sacodes,
Ela sempre desperta,
Anda estou lá,
Esperando sentado
Vem para cá,
Para o meu lado.











10 comentários:

  1. O poema é maravilhoso...como já nos habituou.
    Santo Natal, Poeta.
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  2. Há sempre saudade na espera.
    Magnífico poema, gostei imenso.
    BOAS FESTAS, caro amigo Poeta.
    Abraço.

    ResponderEliminar
  3. Amigo Poeta,

    Lindo o poema, como todos os que escreve.

    Desejo que chegue breve, aquela por quem espera.

    Um abraço e continuação de tudo bom.

    Ainda antes do Natal passarei por cá, claro.

    Maria

    ResponderEliminar
  4. Para mim será sempre um enorme gosto que passe por cá Maria, volte sempre.

    ResponderEliminar
  5. Olá.amigo!!!
    Lindo o seu poema!!
    Você está de parabéns por suas palavras que sempre cativa o nosso coração.
    Passei também para informar que o poema GRANDE AMIGO já se encontra no blog AGENDA DOS BLOGS.Bjsss!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda bem que gostou dele Magda, voltes sempre.

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...