Todos os poemas são da minha autoria a sua utilização só poderá ser feita com a minha autorização.

segunda-feira, 21 de novembro de 2016

«De improviso»

Servi sem pedir,
Nada de valor,
Procurei sorrir,
Sem grande temor,
Assim desta forma,
Sem protagonismo,
Mas sempre com norma,
E sem egoísmo,
Que o momento é breve,
O suspiro constante,
E ninguém se atreve,
A ser mais sonante,
Do que estas palavras,
Escritas de improviso,
Que ficam guardadas,
Nesse teu sorriso.












6 comentários:

  1. Um improviso tão belo que me encantou e fez sorrir, amigo Poeta!

    Obrigada, por isso.

    Um beijo, boa semana! :)

    Maria

    ResponderEliminar
  2. Olá,Belíssimo poema,perfeito e me fez refletir!Muito bom pra começar bem a minha semana.Acompanhando seu Blog,parabéns!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda bem que gostou dele Micarla, volte sempre.

      Eliminar
  3. Um belo improviso que me deixou com um sorriso :)

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...