Todos os poemas são da minha autoria a sua utilização só poderá ser feita com a minha autorização.

quinta-feira, 10 de novembro de 2016

«Um quadro»

Com as tintas do ar,
Tenho um quadro a pintar,
Aplico o caixilho do ser,
E a vontade de viver,
As cores são aleatórias,
Carregadas de histórias,
Salpicadas por instantes,
Pintados com traços constantes,
Que elevam os sentidos,
Acham os que estavam perdidos,
Trazendo a verdade para a tela,
 Embelezando esta sequela,
Para a tornar diferente,
Daquilo que o outro sente,
Porque a arte apenas existe,
No artista que persiste.








8 comentários:

  1. Que bela aguarela o amigo Poeta acabou de pintar.

    Muito bonito esse seu jeito doce de poemar.

    Adorei!

    Um abraço.

    Maria

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda bem que gostou dele Maria, volte sempre.

      Eliminar
  2. boa noite vim do agenda de blogs, estou seguindo seu blog, gostaria que conhece o meu e se gostar siga-me também ficarei feliz com sua visita.gostei muito do seu.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Está feito, ainda bem que gostou dele Priscila, volte sempre.

      Eliminar
  3. Então o poeta trabalha com tintas da natureza? Bom saber que o poeta é também um pintor...persistente!!!
    Parabéns ao poeta/pintor
    Sandra May

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Trabalho entre outras coisas, volte sempre.

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...